ELEIÇÕES: Rosa Maria candidata?

Com as eleições de 2022 se aproximando, o nome de Rosa Maria Jeronymo vem aparecendo cada vez mais nas rodas de conversas dos grupos políticos.

Alguns acenam por simpatia e também por temor ao Prefeito Chico Brasileiro, enquanto outros torcem o nariz sem a mínima preocupação em disfarçar a antipatia pela esposa do Chefe do executivo.


Estratégias

Sabemos que é comum no meio político evitar o lançamento precoce de uma candidatura, para previnir o linchamento e o desgaste do nome, talvez por isso ainda não se tem uma posição oficial sobre Rosa ser ou não candidata.


Estratégia 2

Mas se olharmos para o anúncio da obrigatoriedade do passaporte sanitário, Rosa não aparece e deixa margem para pensarmos ser proposital. Durante a LIVE do Prefeito, os incumbidos como porta-vozes do caos, foram o Diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Amon Mendes e o Enfermeiro Roberto Doldan.

A Primeira dama que é também a responsável pela Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, parece ser blindada dos problemas da saúde e raramente vinculada aos temas mais polêmicos e problemáticos da cidade.

Mas sua agenda é repleta eventos políticos, como inauguração de parquinho, academia e praças. A Secretaria Municipal de Saúde parece funcionar mais como uma espécie de Sub-prefeitura, semanalmente é repleta de visitas de secretários e vereadores da base.


Na TV

As aparições da Secretária na Televisão, se resume basicamente em entrevista para anunciar às vacinas.


Jogo e mágoa

Ninguém sabe ao certo a sigla que abrigará a primeira-dama, mas há inúmeras possibilidades. Ouve-se nos bastidores políticos que o PSD, mesmo partido do Prefeito, teria interesse. Será?

Não é segredo pra ninguém que até pouco tempo o governador não morria de amores por Chico Brasileiro, chegou até a nomear opositores do prefeito para cargos de alto escalão, talvez pela falta de lealdade na eleição de 2018.


Em 2018, quando Ratinho disputava o Governo do Estado, Chico devia uma vela pra cada santo e mandou Rosa para o palanque de Cida Borghetti, que naquele momento atuou como representante do marido que pertence ao PSD de Ratinho Junior. Pagou a vela que devia a a esposa de Ricardo Barros, e desagradou o alto clero do PSD.

Barros enquanto líder do Governo Bolsonaro, abriu as portas para o Prefeito, em troca o PP tem a secretaria municipal de juventude…

Seria o Progressista uma alternativa para Rosa?


Se à família Barros retribuir com a mesma prioridade que o prefeito teve em 2018, Chico e Rosa devem receber no máximo um boa sorte.


Mas além do PSD e PP, ainda há especulações de que sua candidatura seria viável no PSB do Ex-prefeito Reni Pereira. O Partido em Foz se reduziu a nada e segue na base de Chico.

Mas a nível estadual parece estar muito bem colocado.

Redes sociais

Os rumores de que a primeira-dama pode disputar uma cadeira a Câmara dos Deputados ou para a Assembleia legislativa, se fortalece a cada domingo, dia em que Rosa Maria publica vídeos temáticos nas redes.

Vídeos curtos e nada interessantes com pedaços de sua biografia como; o significado de seu nome, a importância da educação e o último lançamento sobre seus 30 anos em Foz.

Parece que saúde não é um tema tão importante para uma possível candidatura.

O Fato é que as tentativas de humanizar a imagem do prefeito não está dando resultado, seus índices de engajamento não são lá aquelas coisas.


Jogo Sujo

Os Iguaçuenses tem assistidos há semanas alguns secretários e até vereadores do município serem atacados por veículos mídiaticos.

Seria uma tentativa de frustrar nomes bons?

Seriam nomes que podem atrapalhar os projetos políticos do Prefeito?


Abre o olho

Os secretários e vereadores que estão na mira deveriam bater na porta de seu líder e pedir explicações, afinal de contas, aliados de primeira hora sendo atacados gratuitamente, parece que tem dedo de gente grande.

Game over

Os deputados federais e estudais que passaram os últimos anos mandando verbas para Foz do Iguaçu, também devem se coçar, pois com a primeira-dama candidata, o que Chico poderá lhes dar é apenas um tapinha nas costas.


E daí?

E daí que para as sombras que perseguem Rosa, deixem de ser apenas uma especulação politiqueira, a secretária deve decidir se é ou não candidata. E se não for, recuperar o foco e cuidar da Saúde Pública de Foz do Iguaçu que parece estar indo para UTI.