Assalto: Comitiva do Ministério de saúde do Paraguai é assaltada na Ponte da Amizade

Atualizado: 23 de nov. de 2021


Foto: STRINGER/REUTERS


Uma Comitiva do Ministério da Saúde Do Paraguai, que voltava de um ato oficial ocorrido na cidade de Foz de Iguaçu, foi vítima de um assalto à mão armada durante a travessia da Ponte da Amizade. O caso gerou muita preocupação entre os ocupantes do veículo agredido.

Duas pessoas com armas de fogo na mão apontaram suas armas para os profissionais de saúde e quebraram o vidro do veículo em que os funcionários viajavam; Eles levaram várias carteiras e pertences pessoais dos ocupantes do veículo.


O Dr. Carlos Pallarolas destacou que participaram de um ato oficial do outro lado da ponte da qual participaram os Ministros da Saúde do Paraguai e do Brasil. “Estávamos voltando de um ato oficial em que o ministro da Saúde, Júlio Borba, participava com autoridades do país vizinho e de repente dois homens apontaram suas armas para nós e nos pediram todos os objetos de valor que tínhamos”, disse. Ele acrescentou que o susto foi grande e a certa altura disse aos criminosos para pegarem seu carro, mas não fazerem nada, disse ele.

Enquanto isso, um dos integrantes da Décima Região de Saúde explicou: “Estávamos com medo porque os bandidos ficavam apontando suas armas para nós o tempo todo, mas graças a Deus eles saíram com os objetos que pediram”, disse ela, contou também que os minutos em que os criminosos estavam lá foram aterrorizadores, quando um deles apontou a arma para sua cabeça.

As vítimas do incidente fizeram a denúncia correspondente na Delegacia de Ciudad del Este, onde se espera que as autoridades policiais do Paraguai possam trabalhar com os policiais do Brasil para tentar conseguir a identificação e prisão dos criminosos que assaltou a mão armada a delegação do Ministério da Saúde.


Fonte: La Nación

Tradução: Central da Fronteira